Sexta-feira, 19 de Agosto de 2011
"não te preocupes com os teus" 3#

   É bom voltar onde pertencemos, sem ter de nos preocupar com o que acham de nós, afinal de contas por estes lados já sou a tão conhecida Catarina.

Agora que chegara, sentia saudades dos ventos calorosos e fortes de Nice, com o cheiro ferrugento do mar.

 

   Peguei numa das folhas, que mantive intocáveis durante as férias, e em letra legível, escrevi habilmente;

 

Saudosa Mafalda,

quero-te informar que a destreza com que te deixei é agora água salgada dentro do meu peito,
que quer intensamente escorrer-me pelos olhos.

Não acrescento nada á nossa contundente conversa, mas gostaria que tivesses afirmado que me amas perdidamente.

 

           com uma amarga pronúncia a Nice,

                                 a tua morena. 

 

 

   Percorri todas as lembranças, todos os papeis, todas as fotografias, que me deixavam o ''amo-te ruiva , amo-te morena" a pairar sobre mim.

 

   O medo da rejeição levou para o lado de lá, mais concretamente Alemanha. 

   Tenho que sorrir, por uma questão de glória. Não fui vencida, mas sai vencedora,

não pelo jogo, mas no amor (...)

 

 

 




publicado por annacatarina. às 10:29
link do post | comentar | favorito

.pensamentos dispersos, dores profundas e decisões duras. ∞

uma corrente que inconscientemente vai destruindo familias, sonhos e um pouco de tudo. quando a nossa maior certeza é de que não estamos certos de nada, agir habilmente e calmamente pode (não) ser a solução.

os três que ficam e os três que vão. e tu, tens a certeza de quem protegerias?


Protected by Copyscape Online Plagiarism Scanner